Camarão à Húngara do Rufinus

Categorias , , , , , , , , Postado por Natalia Posses 2 comentários
 Camarões temperados com páprica e grelhados na manteiga, com creme de leite fresco e  batatas cozidas.   
 Prato sem segredo no preparo, mas campeão de audiência no Restaurante  Rufino's - um restaurante referência em peixes e frutos do mar,  do litoral paulista.

Se você já comeu, dispensa qualquer apresentação, sabe exatamente o que eu estou tentando dizer,  mas, se ainda não, precisa ir para cozinha correndo experimentar! 



A receita não chegou até mim de mão beijada! 
Foi entre tentativas, no meio de acertos e erros, corrigindo aqui, melhorando ali.   
Provando e testando, até que um belo dia descobri o  segredo do 'Camarão à húngara do Rufinu's'.
E é lógico que eu estou aqui, para  dividir, com você,  tudinho, tin tin por tin tin!
 Prato requintado, saboroso, colorido e sofisticado.
Dá a impressão que você ficou horas na cozinha, mas na verdade fica pronto em 15min.
Muito, muito simples mesmo de fazer e ainda dá para deixar pré-terminado antes dos convidados chegarem.
Sabor de enlouquecer qualquer um! 
Receitinha para ficar guardada na manga, para quando você quiser arrasar.
INGREDIENTES
-500 ml de creme de leite fresco
-1 colher de sopa  de colorau

-1 colher sopa de páprica doce
-sal a gosto

-500 gramas de batata asterix (cozida, em rodelas)
-1kg de camarão rosa 

-1 colher de café de açafrão
-colorau e páprica extra (para polvilhar) a gosto

-1 colher de sopa de manteiga
-3 alhos picadinhos
- 1 colher de sopa cheia de farinha de Trigo
-1 colher de sopa de azeite extra virgem


Para temperar os Camarões:  
- Pimenta do reino a gosto
-suco de 1 limão
-azeite a gosto para regar
-1 colher de café de paprica picante
- Sal a gosto

#assimqfaz
Você sabe limpar camarão?
O melhor é pedir limpo na peixaria, mas saber limpar, numa emergência, é sempre bom.  
Comece  pela cabeça retirando-a e em seguida retire toda a casca, se quiser deixar como os restaurantes deixe o rabinho, mas eu não acho prático na hora de comer. 
Com uma faca afiada, faça um corte no dorso para retirar todas as vísceras, e um novo corte na barriga para deixar tudo bem limpinho. 
E é só isso! Aposto que você pensou que era coisa do outro mundo, agora se precisar, você já sabe limpar! 
;)
Tempere com pimenta a gosto, de preferência para moída na hora, muito mais saborosa e sal a gosto.
 Suco de 1 limão siciliano ou tahiti, eu prefiro o sabor mais suave do siciliano, mas é ao gosto do freguês.  Regue com azeite.
-Coloque 1 colher de café de paprica picante .
-Coloque para cozinhar,  as 500 gr batatas descascadas e cortadas em rodelas de (+ou-) 1/2cm de largura. 
Tempere com sal a gosto, se você estiver com as cabeças do camarão, cozinhe-as  junto, para dar um saborzinho extra a batata. 
Neste dia eu não tinha,  o meu veio já  sem casca e sem cabeça.
Enquanto as batatas cozinham, coloque 1 colher de sopa de azeite e 1 colher de sopa de manteiga em uma panela e  acrescente os camarões.
   Os 3 dentes de alho picadinhos ou amassados, e deixe dourar por 2 minutos, junto com os camarões .
 Lembre de dourar, os camarões,  rapidamente, apenas 2 minutos mesmo, não deixe muito tempo para não passar do ponto, lembre-se que eles ainda vão ao forno.
 Coloque  1 colher de sopa de farinha de trigo .
  Doure por mais 2 minutinhos para não ficar com gosto de farinha crua, tempere polvilhando um poquinhos mais de páprica e colorau e então  acrescente 1 creme de leite fresco (500ml) .
Deixe incorporar os sabores, dar uma leve engrossadinha no creme, apurando por + 2 minutinhos.
Então recapitulando o camarão vai cozinhar no total por 6 minutos, 2min, junto com o alho, depois mais 2min com a farinha e por último 2min com o creme de leite. Mais o tempo de forno.  
 -a esta  altura as batatas já devem estar cozidas e 'al ponto',  não deixe elas fiquem muito molhe, se não elas desmancham  no molho, virando um purê.
Depois de escorridas, tempere-as, polvilhe com colorau, páprica e açafrão, para elas ganharem  cor e sabor.
 Acrescente-as ao molho de camarão.
Uma segunda é, antes de polvilhar os temperos, dourar as batatas na manteiga, e depois de douradinhas tempere-as com os condimentos e só então agregue ao molho, fica muito bom também.
  Hummm… demais né? 
Espere borbulhar.
  Extremamente maravilhoso!
 E muito 
prático. 
Também dá para  variar fazendo com peixe, lagostins ou lagosta.
 Coloque tudo num refratário,  polvilhe com mais páprica, mais colorau e leve ao forno pré-aquecido a 220 graus e deixe até as borbulhar. 
   Sirva imediatamente, com arroz branco veja aqui . No Rufinu's  eles, servem sem arroz, é prato único, servido assim, com batatas, mas aqui em casa, a gente não dispensa um arroz bem branquinho bem soltinho, para comer com esse molho que fica para lá de incrível.
 Se, em casa você tiver um maçarico, após sair do forno, só dar uma dourada por cima para ficar com 'aquele' gostinho extra de tostadinho.
E esta pronto o seu o meu o nosso,  camarão a húngara do "Rufinu's" 
Não falei que era fácil?
Dá uma espiadinha no vídeo, dá para ver como  é pá pum mesmo!
 Já conhece nosso canal? Vem conhecer. O canal é novo! Se inscreve, dá uma força para gente, é rapidinho, aqui. 
 De dar água na boca
Espero que tenha gostado, quando experimentar me conta o que achou.
Mas não demora!
Obrigada pela visita 
Beijinhos,  Natty Posses

Rendimento: 4 porções bem servidas
Tempo de Preapro: 10 minutos
Tempo de Cozimento: 15minutos

Quiche Abobrinha

Categorias , , , , , Postado por Fabby Mello 0 comentários



Hoje é dia de torta :) Hoje é dia de quiche :)

A quiche é uma torta aberta com recheio a base de ovo de creme de leite. 

A mais tradicional é a Quiche Lorraine, de queijo e bacon, mas hoje encontramos com vários recheios, igualmente deliciosos, abobrinha, alho poró, queijos.

A palavra quiche vem do alemão "küchen" (torta).


A quiche é um prato originário da Alsácia Lorena que atualmente faz parte do nordeste da França na fronteira com a Alemanha. Mas que já foi território alemão.


Depois de muitas batalhas pelo território onde a quiche foi criada na da Segunda Grande Guerra, a França ganhou, ficou com o territorio e batizou a famosa torta de Quiche Lorraine.



Resumindo, assim como o território onde ela foi criada, a origem da quiche é bastante conturbada,  mas certo é que a origem é alemã, porém,  é um prato típico, tradicional e de excelência francesa.


A massa usada como base para quiche é a brisée salée, receita centenária que trago hoje.


 A base de farinha, manteiga e ovos, que fica quebradiça quando pronta, extremamente leve e saborosa.


Simples de fazer, vale a pena, o resultado é incrível, quem não adora uma quiche bem feita?




Você vai precisar:



para massa: (brisée salée)



200 gr. de farinha de trigo

100 gr. de manteiga sem sal, em cubinhos, gelada
1 ovo
2 colheres de sopa de água gelada



para o recheio:

2 abobrinhas cortadas em rodelas
1 cebola cortada em julienne
azeite
sal e pimenta a gosto.

Para cobertura:
3 ovos
150 ml de creme de leite fresco
sal, pimenta do reino noz moscada a gosto
queijo ralado na hora.

Em um bowl coloque a manteiga (que deve estar gelada) e a farinha de trigo,





Amassando bem com as palmas da mãos



até obter uma "farofa" úmida.





Abra um buraco no meio adicione o ovo e a água, tempere com sal.



Com os dedos, dissolva bem o ovo com a água e trabalhe a massa  até obter uma textura bem homogênea.










Embale-a em filme plástico e deixe na geladeira por aproximadamente 20 minutos, ou até que ela esteja gelada.

Você pode até preparar a massa um dia antes.









Preaqueça do forno à 180 graus.

Enquanto a massa gela prepare o recheio:

Corte a cebola em Julienne. Ou seja, parta a cebola ao meio e corte fatias, no sentido contrário dos rosquinhas da cebola.

Corte a abobrinha em rodelas, não muito finas.




Em uma frigideira quente, coloque um fio de azeite e sue a cebolas, depois acrescente as abobrinhas, tempere com sal e pimenta, e deixe no fogo até que abobrinhas fiquem ao dente, lembre-se que elas ainda vão ao forno. Reserve.




Montagem:

Abra a massa com delicadeza sobre uma bancada com farinha de trigo, deixando um espessura de aproximadamente 4 cm. 


Coloque-a sobre a forma de quiche, com fundo removível, untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo.

Deixe uma sobra de aproximadamente 1,5 cm e faça a borda.

Pique-a com os dedos.


Com um garfo fure a massa, levemente.


Devolva para a geladeira por mais 15 minutos.



Espalhe recheio de abobrinha, banhe com o creme de leite batido com os ovos.


Cubra com queijo ralado.

Asse à 180 graus por aproximadamente 45 minutos.





Espere esfriar antes de cortar e servir.


Perfeita para ser servida com uma bela salada.



Aproveite.

Beijo no coração.

Fabby Mello.

tempo de pré-preparo: 30 minutos.
tempo de forno: 40 minutos
rendimento: 6 a 8 porções.




























Crumble de Morangos

Categorias , , , , , , , , Postado por Fabby Mello 2 comentários

Olá, hoje vamos falar de sobremesa de inverno, aquela que a gente come quentinha sabe?? Que da um calorzinho bom no coração??

Hummm… Amo Crumble quentinho, com sorvete… Tudo junto, o quente o frio, o doce e o azedo, o crocante e o cremoso!!!

Impossível resistir... 

Crumble é uma sobremesa de origem inglesa, chique né? Onde normalmente, frutas picadas são cobertas por uma mistura de farinha, manteiga e açúcar, que depois de assada fica crocante. Pode ser servido quente com creme ou sorvete.

O crumble surgiu na Inglaterra durante a Segunda Grande Guerra, pois com o racionamento não existiam ingredientes para as tortas tradicionais inglesas. 

Com o fim da guerra o crumble se popularizou pela sua facilidade e rapidez no preparo, o que deixava para as mulheres mais tempo livre para outras atividades.

Vamos lá, fazer essa sobremesa?

Esse crumble é inspirado em uma receita da Nigella, que respeitando a sua fama é rápido, prático e barato, exigindo poucos ingredientes.

Inclusive usei morango congelados… Ficaram perfeitos.





Você vai precisar:

recheio:
1 pacote de 500 g de morangos congelados
leite condensado para regar

cobertura:
1/2 xícara de farinha
3 colheres de açúcar cristal ou demerara
50 gr. de manteiga
1 colher de chá de fermento em pó

Preaqueça o forno à 200º

Uma hora antes do preparo retire os morangos do congelador  e deixe descongelar um pouco.


Coloque os morangos em um refratário untado com manteiga, e regue com leite condensado, aqui depende do seu gosto, coloque o quanto você acha que esta bom ;)

Reserve.


Em uma tijela coloque 1/2 xícara de farinha de trigo, 50 gr. de manteiga, 3 colheres de açúcar cristal ou demerara, 1 colher de chá de fermento em pó.


Misture com as pontas do dedo até que mistura fique parecendo areia grossa. 

Aqui algumas dicas, margarina não dá certo, a manteiga deve estar gelada e cortada em pedacinhos, tenha paciência e faça nessa hora sua terapia do dia, sabe? do tipo amassar pão?

Coloque essa mistura sobre os morangos.


Leve ao forno quente à 200º por aproximadamente 20 minutos, ou até que esteja dourada a cobertura.

Seu crumble esta pronto!!!


Deliciosamente quentinho e crocante!!!



Sirva com sorvete, o casamento é perfeito.


Espero que você goste também.

Beijo no coração.

Fabby Mello.


 

Monta Encanta Copyright © 2012 Design by Cris Duarte Cantinho do Blog